Agência KMC 25 Anos

Como vender em época de crise?

Pare, estude, planeje e aja com segurança.

Sabemos que quando a economia enfrenta períodos de crise, a área de vendas é uma das primeiras a serem afetadas, já que fica cada vez mais difícil atingir as metas.

Mas é importante lembrar que é a partir das crises que surgem as grandes oportunidades de negócio. O segredo está em pensar positivo e buscar soluções; nada de focar só nos problemas.

Claro que, encontrar uma oportunidade nem sempre é fácil quando as contas apertam e a pressão aumenta. Por isso, esta é a hora de refletir e analisar os pontos fortes e fracos da empresa para realizar as mudanças necessárias. 

Nem sempre todas as dificuldades são culpa da crise! A sua empresa pode estar cometendo erros no processo de vendas, atendimento e comunicação que podem ser facilmente solucionados. Por isso, planeje antes de agir e se baseie em fatos reais e concretos; tome cuidado para não acreditar em todas as notícias que são divulgadas. 

Se ninguém está comprando porque falta dinheiro, pense em promoções para conseguir mais vendas de quem já comprou antes. Utilize a técnica de upsell, e ofereça um produto melhor do que ele se interessa normalmente; essa solução traz mais valor para o cliente e aumenta o faturamento da empresa. Ou, se o cliente não chega, elabore uma estratégia de comunicação utilizando as redes sociais para atrair sua atenção. 

Quando a economia de um país está controlada, as pessoas se sentem mais seguras para adquirir o que precisam e desejam, sem economizar durante o processo de compra. Porém, quando o cenário econômico é de crise, cada decisão passa a ser muito bem pensada, já que há menos dinheiro; então, as pessoas compram apenas o que realmente necessitam. 

Uma boa opção é melhorar a experiência de compra do cliente para fideliza -lo, afinal conquistar novos clientes é muito mais caro e demorado do que manter aqueles que você já tem, principalmente nessa época. Valorize o relacionamento com os consumidores e entregue valor a quem faz negócios com você. Um cliente satisfeito vira um grande promotor da sua marca, indicando seu produto ou serviço para amigos e familiares. 

Ouça os seus clientes, se certifique que estão satisfeitos com o seu negócio. Se não estiverem, use o feedback para melhorar o seu serviço. Todo o esforço vale a pena para manter esse público fiel. O ideal é que você disponibilize um meio para ele dar sugestões sobre o que pode ser melhorado. Desse modo, você sabe exatamente o que está faltando, e novas ideias começam a surgir. 

Normalmente, quando o mercado se retrai, vão crescer e se manter forte, as empresas que estão melhor estruturadas e que conseguem executar suas atividades com o máximo de eficiência. Esse é um dos diferencias que vão fazer você conquistar mais espaço no mercado do que os concorrentes. Para que isso aconteça, se faz necessário um planejamento inicial bem-sucedido, com previsões do que irá acontecer em tempos de instabilidade financeira e como reagir a tal obstáculo. A escolha do produto é fundamental para determinar o sucesso de uma empresa durante esse conturbado período, portanto uma boa dica é pensar na venda de itens que sejam essenciais e que conferem certa autonomia para a vida dos consumidores. Os especialistas garantem que, com preparação e planejamento, é possível sobreviver à recessão e até mesmo crescer. 

Uma ação comum nesse cenário é as empresas logo pensarem em redução no quadro de funcionário; mas é preciso agir com critério, pois embora algumas demissões sejam necessárias, elas custam caro e são um desperdiço de investimento. Ao invés de demitir, realize treinamentos motivacionais com os colaboradores, com o intuito de incentiva-los a dar sempre o seu melhor e diminuir os problemas emocionais, que são comuns nessa época. Isso você consegue por meio de reuniões empolgantes, premiações e palestras. Uma maneira de fazer isso, com redução de custos, é utilizando as ferramentas de tecnologia disponíveis hoje em dia. 

É nesse momento que o gestor deve agir com uma boa postura de líder para direcionar a equipe; é imprescindível que ele tenha otimismo, confiança e busque equilíbrio para ser uma referência. Se ele se desesperar e ficar nervoso com a queda nas vendas, isso afetará diretamente seu time. Por isso, o ambiente deve ser agradável, onde todos se sintam bem para trabalhar. Tanto o gestor quanto seus colaboradores precisam acreditar na empresa e no serviço e/ou produto que oferecem. 

Os empreendedores também precisam de “treinamentos de capacitação” para se manterem sempre atualizados e aprimorarem seus conhecimentos, a fim de superarem todas as dificuldades em decorrência da crise. Os empresários de sucesso sempre admitem que não sabem tudo. 

Outro ponto fundamental, seja em épocas de crise ou não, é controlar os custos fixos do seu negócio para manter a estabilidade financeira da empresa. Tenha em mente que os custos fixos devem ser aumentados apenas quando o faturamento do negócio é crescente. Assim você não correrá o risco de ter mais contas para pagar do que dinheiro para receber. Também poderá ser preciso fazer um remanejamento de gastos, reavaliando os custos do negócio. Para isso, você deverá avaliar o que pode ser alterado sem prejudicar a qualidade do serviço ou do produto que oferece.

Não pare, mesmo em meio à crise, e sempre esteja buscando, com criatividade, novas formas de fazer negócios dentro ou fora da internet.

Fale com nossa equipe para receber mais orientações e não perder suas vendas!

Kleber Santana _ CEO da Agência KMC– Marketing Digital
https://agenciakmc.com.br
@agenciakmc

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *