E-commerce ou comércio eletrônico em português, é uma modalidade de comércio onde os produtos e serviços são vendidos pela internet, sem a necessidade de ter um ponto fixo.

Não é segredo que, ao longo dos anos, o varejo se transformou junto com os clientes e a compra virtual tem tomado um grande espaço nas vendas e o crescimento é estrondoso. Hoje, as pessoas buscam novas formas de consumir e prezam muito por praticidade, rapidez e segurança. Comprar pela internet se tornou um hábito cada vez mais comum entre os consumidores e para os próximos anos, é possível esperar que o comercio virtual ganhe ainda mais força. O presidente do comitê de e-commerce, Fernando Mansano, disse em uma entrevista que o segmento cresce mais de 20% ao ano e já representa de 5% a 7% das vendas no varejo nacional.

Entrar para esse tipo de comércio pode ser fácil, mas manter um bom negócio e se destacar entre tantas outras oportunidades de compra é um pouco complicado. As pessoas tem a sensação que vender pela internet tem menos custos do que uma loja física, mas isso não é totalmente verdadeiro.

Vender pela internet parece ser mais barato e muitas vezes as pessoas acreditam que é mais barato do que ter um espaço físico, mas não é! Os valores economizados com o espaço físico devem ser investidos em outras áreas, como o marketing, publicidade e propaganda e também no meio de transporte. É importante que uma loja virtual tenha uma boa estrutura e uma hospedagem de qualidade e por isso entendo que os custos e investimento só mudam de lugar, mas no final os dois geram gastos para serem mantidos.  

A primeira etapa é saber que tipo de negócio você vai montar. É preciso ter um bom plano de negócio com análise de mercado, definição de público alvo, custos de envio de produtos, investimento em marketing, definição de fornecedores, pesquisa de preços e concorrência e principalmente, ter a consciência que existe um tempo de maturação para que o negócio fique equilibrado e comece a dar lucro.

Para iniciar um negócio, seja ele presencial ou virtual, é importante que você conheça bem o mercado que irá trabalhar. Desenvolver um mercado virtual com um produto ou serviço que você domina, fará toda a diferença para o seu sucesso. Caso você não tenha experiência, mas sinta a necessidade do mercado para aquele produto ou serviço, é imprescindível que você estude muito sobre o segmento, pois o mundo virtual dá uma falsa sensação de necessidade, que muitas vezes não existe. Se não todos, quase todos os mercados já são explorados hoje em dia, o que muda e pode ser um grande diferencial é a forma de atendimento ao consumidor, pois hoje temos uma grande deficiência no atendimento e relacionamento com o cliente.

Como a relação com o público é um pouco mais distante nas lojas online, um atendimento personalizado, com respostas rápidas e prestativas pode ser um grande diferencial para conquistar o cliente e gerar vendas extras. Depois, é importante manter canais de diálogo para feedback, como espaços para comentários e questionário de satisfação.

Para conseguir encantar os usuários, é fundamental que a loja virtual tenha um layout que facilite a navegação, com adaptação a qualquer tamanho de tela (computador, celular, tablet) e tenha uma boa velocidade.

A velocidade de carregamento das páginas é decisiva na hora da compra. Mesmo que a loja virtual seja atraente e ofereça o produto desejado, o cliente não gosta de esperar além do necessário, nem de preencher longos formulários. Ele quer conseguir finalizar a sua compra com poucos cliques.

Além de um site rápido, o usuário busca por um site com clareza e segurança. E, para isso, o feedback tem que ser constante. Afinal, em uma loja virtual, o cliente precisa saber se a compra está dando certo ou não, e se ele pode confiar em transmitir suas informações pessoais e de pagamento para um endereço virtual. Uma sugestão para passar confiança ao novo cliente é vincular a sua imagem a sua loja virtual. Ter telefones fixos, redes socias pessoais e informações que mostrem quem está administrando aquela loja, pode trazer ao cliente mais segurança na compra.

A divulgação também é essencial para deixar seu negócio visível na internet e no rastro do consumidor. Isso significa investir em anúncios, newsletter e redes sociais. As informações visuais da sua loja online, como a qualidade das fotos dos produtos à venda fazem a diferença para o sucesso do negócio. As imagens devem ser usadas no formato e tamanho adequados para uma boa navegação e é necessário melhorar o desempenho das páginas sempre.

Atualmente, um e-commerce não é apenas uma plataforma com produtos e preços. Uma boa loja virtual também tem a função de gerar conteúdo para seus clientes por meio de um blog. Isso é importante para que o internauta esteja engajado com sua marca e, principalmente, para conseguir redirecionamentos de sites de busca como o Google.

Além disso, praticamente todas as operações de e-commerce envolvem fornecedores e logística. Para evitar futuras dores de cabeça, você precisa acompanhar todas as etapas; você deve manter o controle do seu estoque e monitorar as datas de entregas já que nenhum cliente gosta de esperar além do previsto. A recomendação é buscar parceiros de confiança logo no início.

Depois de abrir a loja virtual, é sempre preciso conquistar clientes e consolidar sua marca. E para que o público identifique uma marca facilmente, é preciso mais que um logotipo bem desenhado. O mais importante para que a marca se fixe na cabeça das pessoas é conseguir ter credibilidade. Esse tem que ser um trabalho constante. Atenda aos prazos de entrega, cumpra o que prometeu, entregue o produto correto, com cor, tamanho e tipo escolhidos pelo seu cliente e ofereça produtos de qualidade. Tudo isso garante que sua marca voe longe e alcance novos horizontes.

Fale com nossa equipe para receber mais orientações e não perder suas vendas!

Kleber Santana _ CEO da Agência KMC – Marketing Digital
https://agenciakmc.com.br
@agenciakmc

Clique para falar